Postagens

PARTIDAS E CHEGADAS

Imagem
PARTIDAS E CHEGADAS


Escrito por Victor Hugo (Espírito)


Quando observamos, na praia, um veleiro a afastar-se da costa, navegando mar a dentro, impelido pela brisa matinal, estamos diante de um espetáculo de beleza rara.
O barco, impulsionado pela força dos ventos, vai ganhando o mar azul e nos parece cada vez menor. ...
Não demora muito e só podemos contemplar um pequeno ponto branco na linha remota e indecisa, onde o mar e o céu se encontram.
Quem observa o veleiro sumir na linha do horizonte, certamente exclamará: "já se foi".
Terá sumido? Evaporado?
Não, certamente. Apenas o perdemos de vista.
O barco continua do mesmo tamanho e com a mesma capacidade que tinha quando estava próximo de nós.
Continua tão capaz quanto antes de levar ao porto de destino as cargas recebidas.
O veleiro não evaporou, apenas não o podemos mais ver.
Mas ele continua o mesmo.
“E talvez, no exato instante em que alguém diz: já se foi”, haverá outras vozes, mais além, a afirmar: "lá v…

O Jardim da Praça Padre Mateus

Imagem
O Jardim da Praça Padre Mateus


(evangelista da silva)




Era um jardim de arquitetura francesa e cheio de flores... Tinha um arco apoteótico a receber os românticos ... Os Tupinambás remanescentes e os mestiçados em paixão... Assim todos a ele acorriam para respirar àquela praça...
E lá, na antiga praça onde um barracão em lama fétida... Recebia o seu povo para comprar alimentos contaminados Em meio a uma podridão factual e administrativa dos anos 60... Não era um jardim... era um barracão lambido de merda...
Hoje, acordo com saudade a recordar-me de uma noite... Fazia-se madrugada e lá estava eu e Ery músico trompetista. Naquela noite fazíamos uma seresta ao som Haydiniano Casado com um romantismo sem igual em noite de seresta...
Ery, embora desarrumada a mente... se nos convencia a gente A se lhe declinar à alma e vislumbrar o som inquietante do seu Amável Trumpet que fizera Kito – o violonista clássico inquieto... Lá do sobrado de sua casa vir a contemplar a musicalidade do
Imortal poeta da música es…

A transferência da área para a Funai estava acertada e em curso. As tratativas foram iniciadas há mais de um mês em processo administrativo na Secretaria do Patrimônio da União

Imagem
Aldeia é destruída e incendiada durante o despejo de 67 famílias Kariri Xocó na Bahia
A transferência da área para a Funai estava acertada e em curso. As tratativas foram iniciadas há mais de um mês em processo administrativo na Secretaria do Patrimônio da União
POR CONGRESSO EM FOCO Assessoria CIMI Aldeia é destruída e incendiada durante o despejo de 67 famílias Kariri Xocó Por Renato Santana, do Cimi O que não foi possível de ser retirado da aldeia pelos indígenas Kariri Xocó de Paulo Afonso, sertão baiano, os tratores demoliram. A maloca de reza da aldeia foi a primeira estrutura a ser destruída. Para impedir que os indígenas retornassem, tudo foi incendiado – incluindo as plantações, em parte cultivada pelas crianças. Enquanto a aldeia queimava, os 170 indígenas rumaram para uma escola desativada há cinco anos, ladeada pelo pátio de terra batida de uma Igreja, do outro lado da BR-423. Sem luz e água, passaram a madrugada amontoados sobre sacolas, malas e trouxas de roupas. A aldeia …

Quando Setembro Vier!...

Imagem
QUANDO SETEMBRO VIER!...
(evangelista da silva)


Ah!...

Quando setembro vier!...

As flores em primavera...
Felizes e alegres a bailar farão festas...
E em festas de primaveras...
Embriagado de amores: Ana, Adry, (aninha)...
Torto e coxo de felicidades...
Certamente
Estarei velho...

Ainda assim...
Decrépito e chato...
Sairei correndo envergado
Até a Feira de Santa Ana...
Chegando a Princesa do Sertão...
Gritarei como o trovão o teu Santo Nome...
Oh minha doce e querida Ana!...

Atirar-me-ei em teus braços...
E teus doces pés beijarei
Como ponto de partida...
Para alcançar os teus lábios querida...
Oh Mar de prazer e loucura!...

Banhar-me-ei de suor, amor e vida!...
Amar-te-ei em plena Avenida...
Avenida Maria Quitéria...
E descarrilado lá se me vou trem bala
Neste cenário deserto...
Onde o nosso Amar declamará versos...
Gemendo Doces Sinfonias...

Aninha!...

Meu
Lindo
Amor!..

Aninha... Um docinho de Menina/Mulher...

Imagem

Sintomas de infarto que não devemos ignorar

Imagem
Fique atento aos sintomas! Eles podem se manifestar de maneiras diferentes em homens e mulheres.

© Fornecido por eCycle sintomas infarto

Existem alguns sinais que o corpo nos dá antes de um infarto acontecer... Quanto antes os reconhecermos, maior a probabilidade de salvar sua própria vida ou a de alguém próximo. Existem algumas diferenças entre os sintomas nos homens e nas mulheres. Aprenda a reconhecê-los:

Sintomas de infarto nas mulheres

Fadiga: algumas mulheres sentem muito cansaço, mesmo tendo ficado sentadas o dia todo. Andar de um lado da casa para o outro já pode ser cansativo.Dor de estômago: as mulheres podem sentir uma pressão abdominal intensa e uma forte dor de estômago antes de sofrerem um ataque cardíaco.Dor no peito: a dor no peito pode não incindir sobre um ponto específico do lado esquerdo do peito. É possível que se estenda a qualquer outro ponto da região, causando rigidez.Tonturas, náusea e falta de ar: esses sintomas podem ocorrer de forma conjunta, de um momento…

O Ritual de Iniciação no Candomblé

Publicado em 10 de jul de 2014

O ritual de iniciação no Candomblé, a feitura no santo, representa um renascimento, tudo será novo na vida do yàwó, ele receberá inclusive um nome pelo qual passará a ser chamado dentro da comunidade do Candomblé.

A feitura tem início no recolhimento. São 21 (vinte e um) dias de reclusão, e neste prazo são realizados banhos, boris, oferendas, ebós, todo o aprendizado começa, as rezas, as dança, as cantigas...

É feita a raspagem dos cabelos (orô) e o abiã recebe o oxu (representa o canal de comunicação entre o iniciado e seu orixá) o kelê, os delogun, o mokan, o xaorô, os ikan, o ikodidé. O filho de santo terá que passar agora por um ritual, onde terá seu corpo pintado com giz, denominado efun. Ele deverá passar por este ritual de pintura por 7 (sete) dias seguidos.

O abiã terá agora que assentar seu Orixá e ofertar-lhe sacrifícios de animais de acordo com as características de cada um. Feito isso ele passa a se chamar yàwó.

A festa ritualística que marca o té…