sábado, 22 de setembro de 2018

Suas promessas...


Mais um dia se esvai em inútil espera,
 sem que pudesse reviver aquela primavera
 de teu florescer em mim.  
Finda-se o dia com sinos de Ave-Maria
 enquanto a noite, manto de solidão,
 Trás de longe, como perfume, uma canção. 
 No quarto, no teto, 
no leito deserto ecoam as batidas de um só coração
 Na lágrima desliza a dor do olhar,
 nos lábios sem beijos pergunta a queimar:
 onde estás? 
 Foi-se mais um dia
 fazendo do tempo seqüência vazia, 
na curva da tarde,
 na luz da lua vadia morreu alegria,
 não vais mais voltar.

 Maria Lucia Victor

Suas promessas...

Mais um dia se esvai em inútil espera,  sem que pudesse reviver aquela primavera  de teu florescer em mim.   Finda-se o d...