sábado, 18 de agosto de 2012

BLOG EXAME DE ORDEM RIDICULARIZA BACHARÉIS


Willyan Johnes

BLOG EXAME DE ORDEM RIDICULARIZA BACHARÉIS

Sabemos que uma imagem vale mais que mil palavras e com isso, olhando a fotografia do responsável pelo Blog Exame de Ordem, o senhor Maurício Gieseler, com um sorriso irônico ao lado da imagem de um burro, por mais que ele diga das dificuldades do exame de ordem e que não é vergonhosa a sua reprova, notamos claramente sua demagogia e o sentido que quis levar aos bacharéis postando essa imagem ao lado desse sorriso.

Há de se saber que seu interesse está nos cursinhos os quais promove e não nas vítimas da OAB, afinal, para donos de cursinhos, quanto maior o número de reprovados certamente é melhor. Lamentavelmente esse senhor foi infeliz ao associar tal imagem numa matéria que veio humilhar ainda mais os bacharéis, achando que a discussão sobre o exame de ordem envolvendo essa classe, pode até mesmo ser representada pela imagem de um burro da forma que fez postando em seu site.

Volto a repetir que, entre tantas sujeiras imposta pela OAB aos bacharéis, ninguém passa nessa prova por responder de acordo como deveria ser, visto que as notas na primeira fase são dadas de acordo com o entendimento da banca que diverge em vários estados e ignoram os recursos, conforme prova em papel timbrado da OAB em anexo.

Preservando a mesma metodologia na segunda fase, onde impedem os bacharéis de usarem a legislação necessária, essas que não existem em forma física, somente em CDs, como exemplo Leis Complementares, no caso de tributário, onde as notas são dadas na soma de pequenos acertos e não como deveriam ser, ou seja, não há como desenvolver uma peça e fundamentar quatro questões corretamente em tão pouco tempo. A menos que o senhor Maurício consiga a proeza de fundamentar praticamente que cinco peças, com todos os quesitos exigidos perante o judiciário em apenas cinco horas e prove publicamente.

O absurdo é tanto que a mesma legislação proibida aos bacharéis ao prestarem a prova, são usadas pela OAB no caderno de respostas, fundamentados com Leis Complementares, agravos regimentais e outras proibidas aos bacharéis.

Tanto é verdade que é comum, mesmo nos gabaritos extraoficiais divulgados antes do gabarito oficial, inclusive por esse senhor em seu blog, um número de erros significativo, nem mesmo os ilustres professores desses cursinhos entendem a correção da banca. Estariam os professores desses cursinhos, que apresentam gabaritos com tantos erros mediante ao oficial, fazendo jus à imagem desse animal postado no blog Exame de Ordem? Ou realmente a OAB faz questão de manter sua arrecadação e a reserva de mercado, com uma prova mal elaborada e suas pegadinhas? Quem sabe os professores de cursinhos que erram perante o gabarito oficial da OAB, deveriam prestar o exame de ordem atual?

Caso o Senhor Maurício seja mal informado, seguem em arquivo, falcatruas e manobras da OAB no que tange o exame de ordem, onde, em papel timbrado, ficam provados os absurdos promovidos por essa entidade contra os bacharéis, inclusive a confirmação de provas que sequer foram corrigidas pela banca e dadas como reprovadas, isso sem contar as sacanagens e a falta de respeito para com o judiciário.

Essa classe injustiçada já foi alvo de ofensas do Presidente da OAB, Ophir Cavalcante, ao dizer esse senhor, que os bacharéis reprovados no exame seriam incompetentes e agora, ironicamente burros por esse cidadão que irresponsavelmente coloca tal imagem e, pejorativamente defende a integridade dos bacharéis e isso não podemos aceitar.

Contudo, convido o senhor Maurício Gieseler a prestar esse exame publicamente, visto que não tenho dificuldades para identificar e elaborar uma peça, até aqui ganhei todas as ações que defendi em causa própria ou de minha empresa e apesar de não ter levado devido às sacanagens impostas pela OAB, fui aprovado na primeira fase, fiz uma peça correta e aprovada na segunda fase e sacaneado nas questões que ignoraram meus recursos, conforme documentos em arquivos e documentos em meu poder que provam tais irregularidades.

Não bastasse a humilhação que passam centenas de milhares de brasileiros perante seus familiares e a sociedade como um todo, esse senhor fez questão de insinuar que os bacharéis são incompetentes postando a imagem figurativa da burrice ao expor seu comentário, deixando ainda mais os bacharéis em linha de ataque, como alvo de chacota perante seus familiares e a sociedade.

O senhor Maurício, antes de dizer que depois de formados o exame de ordem mostra a realidade aos bacharéis, sugiro que ele se aprofunde nas irregularidades praticadas pela OAB, no contexto exame de ordem. Sugiro que antes de usar maus exemplos como ancora para justificativas, como “sem se jogar na cachaça”, comece a analisar as injustiças praticadas pela OAB, contra essa classe que é inocente perante a omissão do Estado e não composta por bêbados.

Se houvesse honestidade por parte dos dirigentes da OAB no que tange o exame de ordem, com certeza, não haveria movimentos contra essa prova desonesta e estariam faturando tranquilamente como sempre fizeram sem prestar contas a ninguém.

A meu ver, essa seria uma bela matéria se não houvesse a ingenuidade ou a clara intenção de levar à sociedade mais um motivo de chacota injusta contra centenas de milhares de brasileiros, que passam por necessidades devido aos interesses dessa minoria.

Willyan Johnes
Ordem dos Bacharéis do Brasil

Acesse e faça parte desse corpo http://www.obb.net.br/

http://www.portalexamedeordem.com.br/blog/2012/08/a-cruel-realidade-com-quem-reprova-na-oab-3/#comments

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Juiz determina que urinar em vias pública não é crime

Juiz determina que urinar em vias pública não é crime Jornal do Brasil Em fevereiro a prefeitura do Rio, atravé...

Tornar a ver