domingo, 13 de novembro de 2011

O Redentor

Herman Hesse





Sempre e sempre retorna feito homem,
fala a devotos e a surdos ouvidos,
chega-se a nós e já de novo some.

Sempre e sempre sozinho Ele conduz
as misérias e anelos dos irmãos,
e sempre acaba pregado na cruz.

Sempre e sempre se faz proclamar Deus:
quer que o espírito domine a carne
e que à terra venha o reino dos céus.

Sempre e sempre, nestes dias ainda,
de passagem, o Salvador redime
nossas angústias, queixas e perguntas

- com seu olhar de bem-aventurança
que nem ousamos nós retribuir,
pois só o encaram olhos de criança.

(tradução de Geir Campos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para Aldo Fornazieri, 'convulsão social já está ocorrendo'

Crise Na opinião de professor de Filosofia Política, "Temer está dando uma aula de como os profissionais de uma quadrilha reagem co...

Tornar a ver