sexta-feira, 22 de julho de 2011

Um certo galileu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

José (Carlos Drummond de Andrade)

JOSÉ E agora, José? A festa acabou, a luz apagou, o povo sumiu, a noite esfriou, e agora, José? e agora, você? você...