sábado, 29 de abril de 2017

Meu Berço... As Palmeiras!...












                                      Sentirei o cheiro da minha terra onde quer que chova..
                                   Onde quer que chova!...
                                    Hei de sentir que as flores embalsamam os lares,
                                    Que o sol hilariza,
                                    Que a lua é cristal,
                                    Que o manto azulado cobre os seus filhos,
                                    Que as estrelas brincam,
                                    Que o vento faz as palmeiras saudarem os filhos deste piso,
                                     Enchendo os corações de poesia viva;
                                     Sorrindo com os que sorriem,
                                     Chorando com os que choram.
                                     Hei de sentir quer nesta vida, quer na outra,
                                     Que o amor, a música, a literatura, a arte, a educação
                                     Deste povo abranja toda a terra.
                                     Quando os meus olhos, quando o meu espírito para os presídios
                                     Olharem, contemplando direi:
                                    - Fechem-se os presídios!...
                                      Para que presídios?...
                                      Para meus irmãos?
                                      Filhos do amor,  da música, da literatura, da arte,  da educação?...
                                      Fechem-se suas grades detenção!
                                      Hei de dizer aos valentes:
                                      - Vão brigar com homens fortes, covardes!
                                      Não espanquem os fracos!
                                      Vão para o berço onde as palmeiras no cemitério encerram, lutar!
                                      Lá encontrarão homens valentes, fortes, e corajosos, para brigar.
                                      Chegando aqui... Oh! Cidade das Palmeiras!...
                                      Encontrarão: amor, música, literatura, arte e educação...


                                           Santo Antônio de Jesus, 1983    
                                           
                                      
                                        
                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apelação no Novo CPC: o que mudou?

                                                                                              v Apelação no Novo CPC: o que mudou? ...

Tornar a ver