quinta-feira, 13 de setembro de 2012

ZONA DE PERIGO




ZONA DE PERIGO


O que e pressão arterial


Para que o sangue circule pelo organismo, o coração precisa exercer pressão ao bombeá-lo. Ao executar a tarefa, o órgão se contrai, num momento chamado sístole, e jogado uma grande quantidade de sangue para as artérias. Essa pressão e conhecida como pressão máxima ou sistólica.
Quando o coração relaxa (diastóli), a pressão no vaso sanguíneo diminui. Por isso, e conhecido como pressão diastólica ou mínima. Essas duas medidas quantificam a pressão arterial. Segundo a associação Brasileira de Hipertensão, a pressão ideal para pacientes saudáveis deve ser menor que 130mmHg milímetro de mercúrio (máxima) por 90 mmHg (mínima) ou 13 por 9.
Já quem tem diabetes, problemas renais ou obesidade, por exemplo, males que podem se agravar ainda mais com a hipertensão, devem reduzir bem os ponteiros da pressão. O índice recomendado e de 12 por 8.
CAUSAS CONHECIDAS:
  • Excesso de peso
  • Sedentarismo
  • Ingestão elevada de sal
  • Consumo excessivo de alcool
  • Tabagismo
  • Herança Genética
Sintomas:
  • Dor de cabeça
  • Dor na Nuca
  • Vermelhidão no pescoço e Tórax
  • Tontura
  • Fadiga
  • Náusea
  • Vista embaçada
  • Respiração Ofegante
  • Dor no Peito
  • Mãos e pés Frios
COM TEMPO, A CONDIÇÃO CAUSA DANOS A VARIOS ORGÃOS.
NARIZ
As paredes dos vasos podem romper e ocorrer sangramento pelas narinas.
CÉREBRO
Provoca lesão na camada interna que reveste os vasos sanguíneos, facilitando o acumulo de placas de gordura nesses locais. Isso aumenta o risco de entupimento dos vasos, aumentando os riscos de ocorrer um acindente vascular cerebral (AVC), conhecido como derrame. O problema pode ser divido em dois tipos. O primeiro é isquemia (há um entupimento do vaso, interrompendo a irrigação do sangue). O segundo é chamado de hemorrágico (há um entupimento de vasos, ocasionando o vazamento de sangue). O acidente pode matar ou deixar seqüelas graves, com paralisia total ou parcial.
OLHOS
A chance de ocorrerem lesões nos vasos da retina, o que pode causar alterações visuais e até cegueira.
CORAÇÃO
O mesmo mecanismo que lesa os vasos sanguíneos do cérebro prejudica as artérias do coração, aumentando os riscos de ocorrência de infarto ou angina (forte dor no peito). A pressão alta também pode exigir que o coração faça uma força extra para bombear o sangue, fenômeno que pode levar ao aumento do músculo cardíaco, maior risco de arritmia e morte súbitas.
RINS
Os rins são responsáveis por filtrar as impurezas do organismo. Mas a pressão arterial elevada prejudica o seu bom funcionamento do órgão e com tempo provoca falência renal. Se nada for feito, pode ser necessária a hemodiálese (método de filtragem artificial das toxinas). Há casos em que a única saída é o transplante.
LIGAÇÕES DIRETAS
A hipertensão esta relacionada também ao surgimento da chamada síndrome metabólica. Trata-se da explosiva combinação entre pressão arterial elevada, obesidade e diabetes tipo II. O portador da síndrome corre 2,5 vezes mais risco de sofrer problemas cardiovasculares.


GORDURA TRANS
Esse veneno esta à espreita em milhares de alimentos industrializados.
As empresas alimentícias não eram obrigadas a listá-las nos rótulos. Afinal pergunto eu qual o problema dessa gordura?
Ela é simplesmente um óleo vegetal com a adição de hidrogênio.
Esta em milhares de alimentos comuns e industrializados, de Waffles congelados a bolachas, batatas fritas e bolos.
O óleo vegetal parece ser bem inocente, até você aprender que o processo de hidrogenação o transforma em uma gordura difícil de digerir. Esse componente aumenta a quantidade do LDL(colesterol ruim) no sangue e pode elevar o risco de você ter doenças cardíacas.
Sabe-se que gorduras animais saturadas são maléficas à saúde, pois ficam depositadas nas paredes das artérias , prejudicando a circulação do sangue. Porém, a gordura trans é pior, por que enfraquece o seu sistema imunológico e causa diabetes.
Origem do veneno
Os óleos vegetais são combinados com hidrogênio e esquentados a temperaturas extremas. Com o aquecimento, as moléculas do óleo se unem ao hidrogênio, criando uma estrutura nova e inventada pelo homem, chamado ácido graxo trans. O resultado é a transformação do liquido em sólido.
De repente , o óleo hidrogênado se tornou sucesso imediato. Os restaurantes gostavam porque enchiam suas panelas de frituras com a novidade sem enfumaçar a cozinha. Gordura hidrogenada também era mais barata que manteiga e tinha a vida útil mais longa. Dessa forma, as lanchonetes não apenas usavam o mesmo óleo repetidas vezes em suas frituras como também compravam o produto no atacado, deixando-o na prateleira dos fundos sem se preocupar com a validade.
A gordura trans deixou as batatas fritas e os biscoitos tipo crackers mais crocantes e ainda deu aos fabricantes um meio de acrescentar o grande sabor da gordura a alimentos como as bolachas recheadas.
Os óleos vegetais normais aos poucos vazavam das bolachas e dos chips produzidos em massa, deixando rastro de sujeira gordurosa, mais a gordura trans era diferente. Como as suas moléculas se solidificavam à temperatura ambiente, os fabricantes passaram a poder reter a gordura em seus alimentos com a injeção dessa substancia que da sabor sem manter a aparência oleosa.
Reação no seu organismo
Como a gordura trans não é encontrada na natureza, o corpo humano tem dificuldades para processá-la, em comparação as outros gorduras.
Assim, ainda que talvez você nem se toque na quantidade de gordura trans existente no seu pão com manteiga matinal,ela fica muito tempo dentro do seu corpo. E adivinha qual e o seu primeiro alvo?Seu coração.
`Além de aumentar o número de partículas do colesterol ruim (LDL) e de triglicérides na corrente sanguínea, a gordura trans reduz o seu colesterol bom (HDL)`,ela também eleva o nível de lipoproteínas no sangue, fabricado pelo fígado.
As lipoprotéinas são responsáveis pelo transporte da gordura pelo organismo.Como naturalmente o fígado não esta programado para processar a gordura trans, esta se acumula nas células hepáticas.Com esse excesso, o fígado não responde ao hormônio insulina e, portanto, não interrompe a produção de glicose, que deveria acontecer logo depois de você comer um biscoito recheado.
Então os níveis de glicose no sangue aumenta e, consequentemente, o pâncreas passa a reduzir mais insulina, que, em maior quantidade, estimula a produção de tecido adiposo. E quem perde com isso ´é o seu abdomem, que ganha aquela cara de barriga de chope.
Pesquisadores de Harvard (EUA) descobriram que ingerir apenas 3% de suas calorias diárias em gordura trans aumenta o risco de doenças cardíacas em até 50%.
Pondo isso em perspectiva, 3% de suas calorias diárias totaliza cerca de 7 gramas de gordura trans - que equivale a mais ou menos uma porção de batatas fritas. Você não come batatas fritas?Mesmo assim esta correndo o risco. Mesmos os americanos saudáveis comem entre 3 a 10 gramas de gordura trans por dia.
Fique ligado que os estragos não são somente no coração, uma dieta rica em ácido graxos trans também é importante fator de risco para diabetes.
Resultados de pesquisas relatam que a gordura trans pode realmente promover perda muscular e aumentar seu risco de câncer, só reforçaram um passo radical dado em território americano:médicos daquele país recomendam que todos os que vivem ali reduzam drasticamente a ingestão de alimentos feitos com óleo.
De fato a gordura trans é tão prejudicial a saúde que não há limites seguro para seu consumo.
Ácido linoléico conjugado
(CLA)
Apesar de todas as evidências contra a gordura trans, existem dados recentes que mostram que pelo menos um parente distante dessa gordura pode realmente ser bom para você. O composto em questão é o ácido linoléico conjugado (CLA), gordura natural encontrada na carne do boi em laticínios, como leite, iogurte e queijo.
A estrutura das moléculas do (CLA) é semelhante à da gordura trans, de forma que os cientistas as classificaram na mesma categoria.
A pesquisa está na fase inicial, mas diversos estudos promissores sugerem que o CLA possa construir para que as pessoas percam peso, assim como ajudar no combate ao câncer, diabetes e doenças cardíacas, exatamente as doenças causadas pela gordura trans.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apelação no Novo CPC: o que mudou?

                                                                                              v Apelação no Novo CPC: o que mudou? ...

Tornar a ver