domingo, 18 de setembro de 2016

Assim , Imperfeita como sou...

Assim , Imperfeita como sou...

Às vezes penso que perdi o jeito de escrever, Joguei tantas palavras no vento... Aí recolho alguns pedaços do meu corpo inconcluso, e nas entrelinhas que me sobraram, permito a mim rabiscar umas sílabas soltas e uma frase inexata , imperfeita, que me lembre quem eu sou, E se ainda assim alguém me ler, Sinta não só a minha essência, Mas perceba também a minha alma... Porque apesar dessa vida de enganos, faço dela um poema... Ana Elizabeth Baade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Assepsia Social em Face das Violações Constitucionais

A Assepsia Social em Face das Violações Constitucionais Raimundo Evangelista INTRODUÇÃO Este trabalho de ...