segunda-feira, 29 de julho de 2013

Atos dos protestos, 13

Atos dos protestos, 13

RAYMOND_Balze_Jesus_expulsando_os_vendilh_es_do_templo_thumb_2_
1. E entrou Jesus no pátio que dava ao templo e viu inúmeros camelôs da fé. 2. Vendiam tudo, desde meias abençoadas até pacotes de peregrinação. 3. Os doze black blocs que o acompanhavam começaram a se agitar. 4. “Ide”, disse o Senhor, “e quebrai as barracas dos vendilhões”. 5. “Demorô”, disse Thiago, um de seus black blocs.
6. E em procissão o povo não acreditava no que via. 7. Expulsava Jesus os mercadores da fé sem piedade. 8. Em meio ao tumulto e à baderna, choravam os donos das barracas. 9. “Sem vandalismo!”, gritavam os fiéis de dentro do templo. 9. “Eu não vim trazer a paz a terra, senão a espada”, respondia o Mestre, em meio à agitação. 10. Continuava o protesto e viu Jesus aproximar-se os centuriões de César.
11. Quem é o líder? Quem vamos prender? Adornava ódio nos olhos dos centuriões. 12. “Temos, pois, ordens de nosso César, que nos disse: 13. Ide e prendei os vândalos! 14. Restaurai a ordem e expulsai o povo, para que possamos governar pela vontade de Roma”. 15. Fizeram, então, os centuriões um bloqueio à passagem nas vias.
16. Gritava o povo, já incontrolável, palavras contra César; 17. Irritou-se Judas, um dos black blocs, de quem pendia uma fita preta presa ao pulso, com aqueles centuriões. 18. Acendeu, então, um cântaro incendiário, e arremessou-o contra os guardas. 19. Revidava a legião enfurecida, com golpes contra o povo. 20. E correram todos, a buscar um lugar seguro para unirem-se.
21. Passada hora, senta-se o Senhor em uma pedra e chama os discípulos à renuião. 22. Onde está Amarildo? Chamou o Senhor por várias vezes sem resposta. 23. Dirigiu-se então um dos seguidores e disse-lhe: 24. “Mestre, irmão Amarildo não está entre nós, foi sumido pelos centuriões.”25. Mas, já era tarde, e todos nas ruas choravam apenas pelas barracas quebradas no templo.
26. Em um instante, adentrou a legião de centuriões, vindo a deter Jesus. 27. “Recolhei o barbudo, ele atacou-nos com o fogo”, diziam os soldados. 28 E, no mesmo momento, saía Judas por entre os militares, conseguindo escapar de sua captura. 29. Jesus, deixando-se levar, avisou aos discípulos: 30. “Mas fácil um camelo passar por um buraco de agulha, que algum desses putos ser reeleito.”
31. Temerosos pelo futuro, os discípulos buscavam uma última palavra. 32. “Mestre, e teus ensinamentos? E tua igreja? Quem vai levar tua palavra?” 33. O Mestre, pronto à condenação, respondeu candidamente: 34. “Olhai para aqueles que falarão em meu nome e percebei a riqueza de seus palácios, eles enganar-vos-ão. 35. Haverá os que gritam dentro de ternos e gravatas e aqueles que usam branco e falam manso; eu, em verdade, vos digo nenhum me representará.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conheça um pouco do nosso cérebr...

Tornar a ver