terça-feira, 23 de julho de 2013

Descobrir se uma mulher é lésbica ou bi pode ser um desafio

Publicado: maio 7, 2013 em Blog Sou Bi
Tags:, , , , , , , , , ,
0
LésbicasComo descobrir se uma amiga ou conhecida gosta de mulher? Essa é uma das dúvidas mais recorrentes das leitoras do blog e por isso volto a tratar do tema.
Em conversa com algumas amigas lésbicas, uma delas contou ter ficado surpreendida ao descobrir que uma menina “bem feminina” era homossexual. “Ela começou a me olhar e a sorrir em uma festa e achei apenas que estava sendo simpática. Eu nunca iria imaginar que ela é lésbica. Sabe aquelas mulheres bem femininas, que usam salto e tudo?”, contou.
Depois de dizer isso, ela apontou para a minha namorada, que estava de salto e bem arrumada, e afirmou: “É tipo como ela, a gente nunca imaginaria que ela gosta de mulher”.
E é verdade, como já disse outras vezes por aqui. É muito difícil descobrir a identidade sexual de uma mulher. Conheço algumas que eu e vocês poderíamos jurar que são gays – não usam salto, odeiam maquiagem e até elogiam outras mulheres. Mas na verdade são apaixonadas por seus namorados ou maridos.
O mais engraçado é que mesmo quem convive há muito tempo no meio GLS ainda comete essas “confusões”. O fato de uma mulher gostar de outra mulher não a faz perder a feminilidade (claro que nem em todos os casos). Com os homens a mesmíssima coisa. Há aqueles que afinam a voz ou têm inúmeros trejeitos, mas muitos outros você nem conseguiria imaginar beijando outro homem. Costumo me irritar muito com frases do tipo “O cara não é homem, é gay”. E desde quando gay deixa de ser homem? A não ser que ele faça uma operação de sexo, ele continua sendo um representante do sexo masculino – com voz fina ou não.
Por isso, se você está aflita ou aflito querendo saber se aquela pessoa está interessada, vai precisar descobrir aos poucos. Olhares, perguntas discretas (ou indiscretas, risos) e muita paciência, afinal, os riscos de ouvir um ”não gosto”ou “nunca pensei nisso” são muito grandes. Boa sorte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apelação no Novo CPC: o que mudou?

                                                                                              v Apelação no Novo CPC: o que mudou? ...

Tornar a ver