sábado, 10 de junho de 2017

Homem que teve sua vida completamente destruída por uma falsa acusação de estupro deve cobrar a conta moral da esquerda

Homem que teve sua vida completamente destruída por uma falsa acusação de estupro deve cobrar a conta moral da esquerda
A história é revoltante, sob todos os aspectos: uma adolescente de 14 anos matou aula para ir na casa de seu namorado. Como os pais sentiram sua falta, ela se sentiu acuada. Supostamente para “não apanhar do pai”, inventou a história de que Alan, de 27 anos, a sequestrou e estuprou.
Alan foi preso e passou cinco dias na cadeia, onde foi humilhado de diversas formas. A matéria abaixo não dá a entender se ele foi estuprado, mas isso muito provavelmente aconteceu:
A vida de Alan está acabada. O que ele sofreu na prisão o destruiu psicologicamente. Ele também não vai mais conseguir emprego.
Observe a crueldade de tudo isso: ele é um trabalhador pobre – logo, alguem com menos alternativas do que uma pessoa abastada – e ninguém ficou ao seu lado.
Originalmente, a esquerda dizia lutar pelos trabalhadores e desfavorecidos, mas justo quando um deles tem sua vida destruída por nada, nada fazem por ele.
Ao estudarmos o surto de falsas acusações de estupro que hoje atinge principalmente os cidadãos pobres, sabemos que sua origem está na esquerda, que utilizam esse tipo de método para implementar jogos de virtue signalling de grupos ligados ao feminismo.
Como resultado, Alan é mais uma vítima da esquerda. É assim que aos poucos a nova esquerda “progressista” vai angariando votos entre as elites universitárias e perdendo espaço na periferia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apelação no Novo CPC: o que mudou?

                                                                                              v Apelação no Novo CPC: o que mudou? ...

Tornar a ver