terça-feira, 13 de junho de 2017

Quando Setembro Vier!...



Quando Setembro Vier!...


(evangelista da silva)


Ah!...

Quando setembro vier!...

As flores em primavera...
Felizes e alegres a bailar farão festas...
E em festas de primaveras...
Embriagado de amores: Ana, Adry, (aninha)...
Torto e coxo de felicidades...
Certamente
Estarei velho...

Ainda assim...
Decrépito e chato...
Sairei correndo envergado
Até a Feira de Santa Ana...
Chegando a Princesa do Sertão...
Gritarei como o trovão o teu Santo Nome...
Oh minha doce e querida Ana!...

Atirar-me-ei em teus braços...
E teus doces pés beijarei
Como ponto de partida...
Para alcançar os teus lábios querida...
Oh Mar de prazer e loucura!...

Banhar-me-ei de suor, amor e vida!...
Amar-te-ei em plena Avenida...
Avenida Maria Quitéria...
E descarrilado lá se me vou trem bala
Neste cenário deserto...
Onde o nosso Amar declamará versos...
Gemendo Doces Sinfonias...

Aninha!...

Meu
Lindo
Amor!..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vemos o Direito Penal do Inimigo como um Direito Penal Especial aplicado ao delinquente que afana o Erário. Que não dependa de aprovação do Congresso Nacional. Que seja Impositivo

Direito Penal do inimigo: análise do livro conjunto de Jakobs e Meliá Sidio Rosa de Mesquita Júnior Publicado em  11/2010 . Elabora...

Tornar a ver