quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Igreja brasileira lança dízimo em débito automático

Igreja brasileira lança dízimo em débito automático

As igrejas realmente têm criatividade e não é por falta de métodos que deixarão de arrecadar dinheiro dos seus fiéis. Grande exemplo disso é o missionário R.R.Soares, líder da Igreja Internacional da Graça. A instituição acaba de lançar uma nova modalidade de coleta de dízimo, por meio de débito automático em conta-corrente.

Cartão de Crédito da Igreja Internacional da Graça.
Segundo Soares divulgou em seu programa na Band, o membro da igreja poderá fazer suas doações mensalmente de forma mais prática. Para isso o fiel deve preencher um cadastro nos sites da igreja e passar seus dados bancários. É o doador, afirma Soares, quem decide quanto quer doar. Quem se cadastrar, diz ele, ganha "um brinde de Jesus", sem dizer o que é.

O missionário garante ainda que, se por acaso o doador não tiver saldo num determinado mês para dar o dízimo automático, ele não será debitado e "o fiel não será incluído no SPC ou no Serasa". A doação mensal voltará a ser debitada no mês seguinte, sem acumular a que não foi paga. Para criar o "dízimo em conta corrente", a Igreja Internacional da Graça firmou parceria com Itaú, Banco do Brasil e Bradesco.

Dízimo no débito automático
Além do dízimo automático, o pastor R.R.Soares também lançou o cartão de crédito da Igreja Internacional da Graça de Deus. Entre outras vantagens, o cartão permite pagar as compras "em até 40 dias, financiar no crédito rotativo e fazer saques de emergência no Brasil e exterior". Segundo a igreja, o cartão "é mais uma forma de você contribuir com as ações e obras sociais da igreja". Além da Internacional da Graça, a Universal e a Mundial também aceitam o pagamento de dízimos e doações por meio de cartão de crédito e débito. As operações são legais.

Do Bocão News com informações da Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

José (Carlos Drummond de Andrade)

JOSÉ E agora, José? A festa acabou, a luz apagou, o povo sumiu, a noite esfriou, e agora, José? e agora, você? você...